Cotações

    ***** = Obra-prima
    **** = Ótimo
    *** = Bom
    ** = Fraco
    * = Turkey

Outros sites

Histórico

Assine o RSS


O que é isto?

mentiras e verdades em 24 fotogramas ou 29 frames por segundo!

Três filmes em três dias monótonos.

Três filmes vistos com aventura.

Afinal liguei um foda-se vou mesmo nem que for a pé...

Quase cantei o hino do Grêmio, mas na masmorra e na deprê que não ficaria.

E lá se foi o cineasta da bicicleta ver um filme a cada dia.

Quinta foi Be Cool do F. Gary Gray.

Sexta por algum motivo foi cama mesmo!

Sábado foi "A Intérprete" do Sidney Pollack

Domingo no meio da tarde foi "Assalto a 13ª DP ou Delegacia ou Precint" vc escolhe.

Descorrer de cada um. Bem breve.

BE COOL

Aprendia gostar mais ainda de F. Gary Gray.

Tinha gostado de "O Negociador" e não tinha gostado muito do "Uma saída de mestre". Revi o ultimo citado e cresceu no meu conceito. "O Vingador" eu vi e amei principalmente pelo desiquilibrio do personagem do Vin Diesel, um viés que me chamou atenção do filme.

Be Cool é incrível. Me mostrou o glamour e a máfia do ramo musical, os padrinhos e as artimanhas do personagem Chilli do John Travolta.

O esquema perfeito do Gary Gray são as engrenagens do roteiro que nunca acabam, tornando-o engenhoso e irreverente com personagens que na minha opinião brilharam mais que os protagonistas. Vince Vaughn é gênio e The Rock é Gênio total. Destaque para sua sobrancelha!

Parceria do caralho entre Black Eyed Pees (acho que se escreve assim) e Sérgio Mendes. A garota da banda de Rap levanta membros a distância e derrete sanduíches de queijo sem sombra de dúvida!

O final do filme, todos dançam pra valer. Momento soft que agradará ao público de massa.

cotação: ***

           

            The Rock é um gênio!

A INTÉRPRETE

Pollack tá velho, mas acho que depois do revelação pegou jeito pelo thriller, só que desta vez político. Algumas cenas são belíssimas. Reclamaram do tom exagerado do Sean Penn no "Sobre Meninos e Lobos" , só que achei aqui mais com a cara da reclamação.

O mais engraçado, é que este filme ainda estou diluindo-o para tecer alguma opinião, ou emitir juízos de valor. Só que infelismente vou ter que pegar com o ZéLuiz depois em divX pq com certeza vai sair do cinema do ABC. O público do ABC não sabe ver filmes mesmo!

Cotação ** e meia

                 

ASSALTO A 13DP

Um remake feito por Jean-François Richet interessante de se ver, se esquecermos que existe o original do John Carpenter homem foda!

Embaixo de uma nevasca pra levar criminosos para um presidio,  o ônibus precisou parar na antiga e quase desativada 13ª . Junto com alguns dos bandidões estava Bishop, um antigo matador de policiais que mais tarde seria alvo de artilharia pesada da polícia que queria matar junto com ele, o boca que abriria entregando o lado podre dos homens da Lei.

Acho que o Alpendre definiu bem quando cita dominio de quadro e tempo, principalmente quando o suspensa se instaura nos momentos de cercar o alvo enquanto todos dentro da delegacia, se unem para sobreviver embaixo de tanto poder de fogo. Nestes momentos o filme da gosto.

Quando os personagens abrem a boca pra se abrirem no seu universo complexo, o filme caga e senta em cima. É um desequlibrio difícil de tragar.

 O filme do Carpenter não precisa da nevasca pra deixar o clima denso, e não precisa de aprofundamento freudiano nos personagens, que estão acima do bem e do mau. Vale a experiência de ver só o cerco fechando, com menos precisão que o original e resultando assim, com menos brilho .

cotação: * e meia.

 

Por Vebis jr


Escrito por Vebis Jr, Almir ou Lobo às 12h41 [] [envie esta mensagem]

[ ver mensagens anteriores ]