Cotações

    ***** = Obra-prima
    **** = Ótimo
    *** = Bom
    ** = Fraco
    * = Turkey

Outros sites

Histórico

Assine o RSS


O que é isto?

mentiras e verdades em 24 fotogramas ou 29 frames por segundo!

Apenas duas mensagens

Ajudado pelo amigo Roberto Fabrício, aqui vão dois lembretes!

"Quando nos deixamos guiar pela felicidade, nos posicionamos num tipo
de caminho que sempre esteve ali, à nossa espera, e vivemos
exatamente a vida que deveríamos estar vivendo. Precisamos então
estar dispostos a nos livrar da vida que planejamos, para podermos
viver a vida que nos espera." (Joseph Campbell)

"A verdadeira essência e a prática do humanismo são encontradas no
diálogo sincero, de coração a coração. Em todas as relações, o
diálogo genuíno possui a intensidade descrita pelo grande humanista e
filósofo Martin Buber, como um "encontro sobre uma ponte estreita" em
que o menor descuido resulta em queda fatal. As ondas do diálogo se
multiplicam, se propagam, e somente elas têm o potencial para gerar a
verdadeira mudança da maré que dará melhor rumo às forças da paz e da
verdadeira união entre todas as pessoas do mundo." (Daisaku Ikeda)

  


Escrito por Vebis Jr, Almir ou Lobo às 15h49 [] [envie esta mensagem]

Movimentando o blog com besteiras

A conceituada revista "Première" fez uma votação entre críticos para eleger
as cenas mais chocantes da história do cinema. Entre as dez eleitas, estão "Alien",
"Psicose" - e não é a cena do chuveiro -, "Bonnie e Clyde", "Cães de aluguel" e "Um
cão andaluz".
A lista completa tem 25 longas e não deixou de fora "Sexto sentido", "Tubarão" e
"Poderoso chefão". Confira as dez cenas mais chocantes.

   

 



1 - "Traídos pelo desejo", de Neil Jordan
O que seria apenas uma história política faz o queixo do espectador cair quando o
membro de Exército Republicano Irlandês, Fergus (Stephen Rea), vai para a casa com
sua amiga, Dil (Jaye Davidson). Ela coloca um robe, posta-se na frente dele e deixa
o roupão cair. A câmera desce e... ela tem um pênis!!! A cena chocou os irlandeses
na época por que todos acreditarem ser realmente uma mulher. O filme passa, então,
a uma mistura de romance gay e thriller político.

2 - "O inimigo público", de William Wellman
O protagonista, o gângster Tom Powers, sai do hospital onde se tratou de um
ferimento por bala. Chegando em casa, escuta a música "I'm forever blowing bubbles"
e alguém batendo na porta. De repente, aparece o cadáver de James Cagney enrolado
em uma manta. Seus olhos abrem de horror diante do corpo deixado ali pela gangue
rival. Ele cai fazedo um estrondo e o fonógrafo continua estalando depois que a
música acaba.

3 - "Alien - O oitavo passageiro", de Ridley Scott
A tripulação da nave espacial Nostromo está jantando. Kane (John Hurt) começa a
passar mal e se dabte na mesa diante dos colegas. Até que sai um monstrinho pequeno
e medonho do tórax dele estourando vísceras e sangue para tudo que é lugar. O
bichinho olha a sala inteira, grita e sai correndo pela nave.

4 - "Psicose", de Alfred Hitchcock
Depois de matar sua estrela (Janet Leigh) nos primeiros 50minutos, Hitchcock parece
capaz de não surpreender mais o público. No entanto, investigando o desaparecimento
de sua irmã, Lila Crane (Vera Miles) tropeça sobre uma mulher idosa em um depósito
e ela sente na cadeira olhando a parede. A cadeira vai girando revelando um corpo.
Miles abre a boca e grita. O maior compositor do cinema dá sua ajuda na cena
macabra.

5 - "Bonnie e Clyde", de Arthur Penn
Faye Dunaway, a Bonnie, e Warren Beatty, o Clyde, curtem um dia de sol ignorando a
polícia que está armando uma tocaia para eles. O espectador acha que sabe o que vai
acontecer, mas a selvageria do tiroteio final é pior do que se poderia imaginar.
Começa uma onda de violência sem precedentes, com tiros na cabeça, pássaros fugindo
e um olhar apaixonado entre os amantes. O silêncio terrível ao fim ainda faz a
situação mais inquietante.

6 - "Cães de aluguel", de Quentin Tarantino
Depois de tudo dar errado durante um roubo de uma jóia, o psicopata Mr. Blonde
(Michael Madsen) não está muito feliz. As notícias não são boas para um jovem
oficial da polícia que foi seqüestrado. Sozinhos em um depósito, Mr. Blond liga o
rádio onde toca "Stuck in the middle with you" (algo como "Furado ao meio com
você"). Embalado pela música, ele corta a orelha do policial com uma navalha e joga
gasolina na sua vítima. "Depois que o filme foi lançado, muita gente passou a ter
medo de entrar no elevador comigo", disse Madsen.

7 - "Amargo pesadelo", de John Boorman
Poucas vezes a lágrima de um homem é tão dolorida... A cena que mostra um dos
personagens sendo estuprado por um caipira no meio de uma floresta é de arrepiar.
Com um arma na cebça, ele grita como um porco e a câmera no rosto deixa a cena
perturbadora.

8 - "Carrie a estranha", de Brian De Palma
Carrie vai para sua formatura e é chamada ao palco para ser coradoa a rainha do
baile. Mas as patricinhas que fingem ser suas amigas armaram tudo e jogam um balde
de sangue de porco em cima dela. O baile inteiro ri de Carrie, que usa seus poderes
para incendiar todos no baile.

9 - "O exorcista", de William Friedkin
Cabeças girando em cima do pescoço, vômito verde e uma série de obscenidades... Mas
a cena de Regan (Linda Blair), de 12 anos, enfiando um crucifixo sangrento em seu
corpo e gritando "Deixe Jesus me f..." é chocante ao misturar autoflagelação e
abuso infantil.

10 - "Um cão andaluz", de Luis Buñuel
O próprio Buñuel afia uma navalha enquanto uma mulher jovem e encantadora está
sentada pacientemente em uma cadeira. Até que ele passa a navalha no globo ocular
da mulher. Corta a cena e entra o olho do bezerro. A cena é considerada pela
revista uma descrição apaixonada de um assassinato que até hoje inquieta estudiosos
sobre o filme.


Escrito por Vebis Jr, Almir ou Lobo às 10h45 [] [envie esta mensagem]

[ ver mensagens anteriores ]