Cotações

    ***** = Obra-prima
    **** = Ótimo
    *** = Bom
    ** = Fraco
    * = Turkey

Outros sites

Histórico

Assine o RSS


O que é isto?

mentiras e verdades em 24 fotogramas ou 29 frames por segundo!

O Poder da Imagem e da crença

Os filmes do Shyamalan quando estão prestes a sair causam balbúrdia demais devido ao enorme número de gente que odeia sua pretensão. Mas na boa, prefiro estes pretensisos que se arriscam do que os cuzões que fazem filmes pra prencher quadro na parede. Foi assim que acolhi estes dois ultimos film,es foda que seriam o Miami Vice e o Dama na Água, corajosos, não importa que tenha danos e algumas diferenças para se acertar.

 

Ao começar o filme, o personagem do Paul Giamati (um dos melhores atores da atualidade na minha opinião) está pegando um rato com um cabo de vassoura. Ali ele vê a ameaça que nós como expectadores não vemos.

Esta crise da imagem que se preserva para se utilizar como carta na manga são apenas alguns dos detalhes que me fazem amar muito os filmes do indiano.

 

E apesar de que não sei qual imbecil o compara a Hitchcock, acredito que seja um dos poucos diretores que se debruçam no quadro e visual, coisa comum num Spielberg da década de 80 que trazia filmes que nos convidam à viajar.

Acontece que com o endurecimento deste citado, qualquer diretor que coloque um filme parábola se arrisca a cair no ridículo para público comum de cinema.

 

Mais uma vez a única coisa que somos convidados nesse filme, seria em acreditar, mesma coisa em que o próposito dos ET´s fariam sentido para vida do sacerdote, a ninfa faria sentido no propósito da vida de cada um daqueles inquilinos.

 

Vou contra as opiniões contrárias do filme e o aprovo como um dos grandes deste ano que apenas nos traz a capacidade de sonhar e alcançar os limites do cinema e sua proposta.


Escrito por el cabrón de la pelicula às 20h13 [] [envie esta mensagem]

[ ver mensagens anteriores ]