Cotações

    ***** = Obra-prima
    **** = Ótimo
    *** = Bom
    ** = Fraco
    * = Turkey

Outros sites

Histórico

Assine o RSS


O que é isto?

mentiras e verdades em 24 fotogramas ou 29 frames por segundo!

anos 60, os selecionados

Tava faltando eu colocar a minha lista dos anos 60 aqui. mandei e não expus a minha. Aqui vai:

 

O Desprezo - Não adianta, tento ser rude com este filme mas me vejo sempre colocando ele nos tops 5 da minha vida. Fora que que foi um filme arrebatador de quando o vi. Número um sem dúvida.
 
O Bandido da Luz Vermelha - Apesar de ter em Reichenbach um ídolo ímpar do cinema nacional, é O Bandido da Luz Vermelha o meu filme brasileiro numero um.
 
Hatari - Cowboys caçando Rinocerontes....Câmeras que abandonam o humano e enquadram melhor os animais.
 
Shadows - Filme fácil que faz qualquer um que tenha uma câmera, sair pra gravar. É o maior incentivo para qualquer um a começar a criar.
 
A Noite dos mortos vivos - O melhor da fantasia e o primórdio de filmes de Zumbis....Até aí nenhuma novidade, né? pois é...
 
Sangue Sob a Neve - Foi o primeiro filme de esquimós e seus costumes. E Nicholas Ray aqui sempre me comprovou que não tem filme ruim.
 
Era uma vez no Oeste - Olhando este filme por tantas vezes, quando os assassinos saem por detrás dos arbustos eu tenho vontade de chorar. Também passo mal quando Claudia Cardinale Sai do Trem...e a direção do filme se aprende sempre que vejo.
 
A Noite - Deus do céu, Ver Jeanne Moreau e Monica Vitti e aquela suavidade de filme com cara de pós festa, brincadeiras em chão quadriculado, tantas coisas da memória pictórica que não vou esquecer tão cedo.
 
O Evangelho segundo Sao Mateus - Não é minha versão favorita da vida de Cristo. Nicholas Ray fez com maestria, mas nesta Década, este filme marca devido ao tanto de visão crua ele tem. Talvez seja meu filme favorito do Pasolini também.
 
Repulsa ao Sexo - O vi numa mostra do Polanski quando este veio ao Brasil. Fiquei besta e sempre penso que talvez seja o melhor filme dele. Ver o coelho se decompondo com o passar do filme, é algo que ainda homenagearei em algum curta meu.
 
À Meia Noite levarei tua alma - O vi numa mostra sobre efeito anos 60 na cultura. Aquele cara berrando fogo é de marcar qualquer cabeça de criança. Ainda mostrarei Zé do caixão pra um filho meu pra botar medo. e quando ele virar homem será quando ele verá o filme enfrentando e crescendo.
 
O terror das mulheres - Jerry Lewis em sua maior forma. Existem outros incriveis também, mas neste, confesso que utilizaria alguma técnica dele. E sei que pode funcionar.
 
Os Pássaros - Hitchcock favorito não é este. MAs que este tem uma das melhores conduções narrativas de terror, meu, isto funciona comigo aqté hoje.
 
Meu ódio será tua herança - Os banhos de sangue são o que qualquer garota se apaixonaria se soubesse o valor dos filmes deste Sam.
 
Os abutres tem fome - Um vaqueiro tendo que levar uma Freira junto. Quem é cruz de quem?
 
A Dança dos Vampiros - Poxa, agora que parei pra ver que tenho dois POlanski na lista. Poderia colocar algum ali embaixo da lista chorosa. Aaaah, deixa ele aqui mesmo. Comédia de Vampiros. Tem até vampiro gay.
 
O Corvo - Já amava este filme e acabei tendo releitura dele depois da guerra entre Yoda e Lord Thyranus no Episódio II de Star Wars.
 
Assalto ao Trem Pagador - Quando ainda nao tinha o porque jogar filmes numa linha de pensamento existia este filme. Obra prima não não seria qualquer um que "Farias". (trocadilho imbecil, eu sei e aliás, tenho certeza)
 
Noite Vazia - Quanta sensualidade naquelas duas beldades sentadas no Sofá...Aquilo sim é noite vazia, e não eu procurando ajuda de amigos depois de término de namoro. Ressaca boa é aquela da atmosfera mesmo.
 
O Convidado Trapalhão - Peter Sellers me fez chorar de rir quando moleque na casa da minha avó vendo este filme de Sessão da TArde. Fui revê-lo pra ver se ainda rolava e chorei de rir. Acho que mais do que quando era criança! Edward Blakes rulez!
 
 

Já a lista chorosa me deixou Harakiri, Yojimbo, Perdidos na Noite, Estrela de Fogo entre outros de fora e com muita dor de consciência. Nos óbvios eu evitei votar, tanto é que deu no que deu.


Escrito por el cabrón de la pelicula às 21h26 [] [envie esta mensagem]

[ ver mensagens anteriores ]