Cotações

    ***** = Obra-prima
    **** = Ótimo
    *** = Bom
    ** = Fraco
    * = Turkey

Outros sites

Histórico

Assine o RSS


O que é isto?

mentiras e verdades em 24 fotogramas ou 29 frames por segundo!

A velharada ruleia até mesmo perto do final.

Nestes ultimos meses tenho ouvido muita coisa e reportado aqui no meu blog como nunca. São músicas que me acompanharam nas produções dos meus filmes ou em algum momento de produção de propagandas na MEtodista, onde dou meu trampo. Falando com Vinicius Noronha, sempre trocamos pérolas de música. Não vou dizer deste ano, mas sinceramente de um ano pra cá só tenho tido experiências transcedentais com os homens velhos do rock and roll.

 

TOMO I

Começo falando do excelente álbum de Bob Dylan, o Modern Times, que apesar de ser do ano passado, é de um ano pra cá que tenho ouvido e não tem saído do meu Ipod. só notar pelo meu lastFm que tenho me apegado muito nesta seleção.

Sendo assim, o primeiro velhão que me deixou boquiaberto é o Tio Bob Dylan.

 

TOMO II

Em segundo lugar, o que deveria ser primeiro ou segundo, vem o velho que mais tem a ver com meus gostos, o genial e verdadeiro espírito do rock and roll, uma fúria indecisa pela fé e vocação, um homem que incendiava shows e lendo ao livro "criaturas flamejantes" de Nick Tosches, vi o quanto Elvis Presley, mesmo em seu trono era um perfeito bundão. Jerry Lee Lewis é o homem e seu álbum de Duetos com vários cantores da old school tem me tirado lágrimas a cada vez que o ouço.

O título do álbum já demonstra o clima mórbido que o rodeia, por ser o único sobrevivente dos rockeiros nascidos pela Sun Records.

Incrível. Não tem como escrever aqui, tem que baixar e sentir na pele do ouvido!

 

TOMO III

Em terceiro e quase em segundo ou primeiro vem o Boss. Tô dizendo ele na vantagem porque atualmente é o que mais tenho ouvido. Culpa do André ZP que tinha colocado o link no blog dele e eu nem tinha ouvido direito este álbum, mas de todos os álbuns, este consegue ser seguido da primeira até a oitava música o mais fácil de degustar de tão bom que é.

O cargo de Boss não será passado ou deixado pra próxima geração ainda! Legal mesmo também, é notar ele nuns especiais que tinha como Robert Gordon no CBGB com Link Wray, ou no DVD P&B de Roy Orbison, não tem jeito, o cara é foda! Nem tinha parado de ouvir o Sigur Sessions e ele me vem com esta pérola pro meu ano.

 

TOMO IV

Achava engraçado meus amigos dizerem que Patti Smith era a versão feminina de Iggy Pop, mas vendo vídeos antigos dela acabei entendendo o que diziam. Lendo a matéria dela na Rolling Stone, onde diz se preocupar com os caminhos da juventude, me fez lembrar do Titio George que me faz as tatuagens e tem se dedicado ao filho e ao surf nos finais de semana na baixada. Sente-se a maternidade em Smith ao ler a voz contida em seu último álbum de covers especiais, "Twelve" que é uma ótima pedida para se ouvir preparando um jantar a dois numa noite de sábado.

A quem não ouviu ainda, faça-me o favor de comprar ou baixar mesmo!

 

TOMO V 

Por último vem meu acerto de contas. Assumo profunda chatisse da minha parte em sempre ter reclamado deste Beatle, como o membro mais chato, o menos rockabilly da fase mais rockabilly da banda e o responsável por incomodar meu querido gênio total Brian Wilson do Beach Boys.

Paul MacCartney sempre foi motivo de hogeriza, de raiva e picuinhas da minha parte, não ia com a cara dele e não suportava todos lambendo as botas dele e deixando so outros sobreviventes do Beatles no Limbo. Só que seu álbum mais recente, "Memory Almost Full" me fez mudar de idéia e repensar toda carreira dele, transformando minha maneira de enxergá-lo inclusive em situações que eu praguejava contra.

Como o Caraça disse quando viu o filme "Transformers" do Bay, entitulou sua postagem no blog de "o dia que Michael Bay calou a minha boca". Pois bem, com este excelente álbum, poderia entitular este capítulo (não vou dar o braço a torcer e colocar o titulo da postagem só pra ele tendo os outros citados acima como coadjuvantes, né?), entitula-lo sim de "Quando McCartney me calou"

 

Paro aqui, pois nem sequer, tive como baixar o último Stones (que não é novo) e outros que vou me empenhar como o último do Neil Young.


Escrito por el cabrón de la pelicula às 21h02 [] [envie esta mensagem]

[ ver mensagens anteriores ]