Cotações

    ***** = Obra-prima
    **** = Ótimo
    *** = Bom
    ** = Fraco
    * = Turkey

Outros sites

Histórico

Assine o RSS


O que é isto?

mentiras e verdades em 24 fotogramas ou 29 frames por segundo!

Duel of giant and half-giant!

Treta!

Spike Lee, um dos meus diretores favoritos, depois de afinetar o Coppola por cuidar da vinícula agora alfineta um totem da sabedoria: o bom e velho Eastwood!

O pior é que enquanto ele volta a chorar pitangas raciais, Eastwood retratou no "Conquista da honra"uma questão bem mais complexa que a do negro: a do índio!

Pra não dizer que sou mala, posto isso enquanto falo com andré Zp que sabiamente me manda isso:


andré.pagnossim says: (2:19:59 PM)
ele quer publicidade.
andré.pagnossim says: (2:20:36 PM)
aí qdo spielberg faz amistad ou michael mann faz Ali, ele fala que nao tinham nada que fazer, pq sao brancos.



Segue a matéria encontrada no G1 pelo meu amigo André Gravata:

A briga pública entre os cineastas Spike Lee e Clint Eastwood continua. O primeiro, diretor de "Faça a coisa certa", respondeu ao "cala a boca" dado pelo veterano cineasta em uma entrevista publicada na última sexta-feira (6). A discussão começou depois que Spike Lee afirmou que Eastwood ignorou a presença dos soldados negros em seus filmes de guerra "A conquista da honra" e "Cartas de Iwo Jima".


O Rebelde do Brooklyn


"Primeiro de tudo, o cara não é meu pai e nós não estamos na lavoura [referindo-se aos tempos da escravidão nos EUA]. Ele é um grande diretor. Ele faz seus próprios filmes, eu faço os meus... E um comentário como esse, 'um cara assim devia calar sua boca'... que isso Clint, que isso? Ele soa como um velho raivoso", disse Spike Lee, que rodou "Miracle at Santa Anna", sobre um batalhão formado exclusivamente por negros na Segunda Guerra Mundial.



Em entrevista publicado pelo jornal inglês "The Guardian", o diretor de "Sobre meninos e lobos" e "Os imperdoáveis" ironizou os comentários de Lee ao falar sobre seu próximo filme, "The human factor", que se passa na África do Sul. "Nelson Mandela não vai aparecer branco." "A conquista da honra" e "Cartas de Iwo Jima" têm um total de quatro horas juntos e não mostram soldados negros.



"Eu sou estudante de história [Spike Lee tem duas graduações]. Eu sei da história de Hollywood e de sua omissão de 1 milhão de homens e mulheres afro-americanos que ajudaram na Segunda Guerra. Nem tudo era John Wayne, queridão", declarou Lee ao site abcnews.com.



De acordo com o "Guardian", Thomas McPhatter um dos soldados negros envolvidos no ataque a Iwo Jima, forte japonês, disse que se sente insultado a não encontrar um negro retratado nos filmes sobre Iwo Jima.



"É a gota d'água. Eu fui negado, insultado e mal-tratado".

o link:
http://g1.globo.com/Noticias/Cinema/0,,MUL593956-7086,00-SPIKE+LEE+RESPONDE+AO+CALA+A+BOCA+DE+CLINT+EASTWOOD.html


Escrito por el cabrón de la pelicula às 14h19 [] [envie esta mensagem]

[ ver mensagens anteriores ]